Ronaldo Rossi

Ronaldo Rossi é chef de cozinha autodidata, professor e consultor na área de gastronomia, cervejeiro, sommelier de cervejas, especialista em harmonizações e desenvolvimento de receitas com cervejas

6 Comments

  1. Lina
    3 de janeiro de 2009 @ 19:49

    Eita bichim bonitinho !!! rsrsrsrs
    Rapaz,eu nem sabia q chamava “bolovo”!! kakakakaka
    A labrador, Kiara, me foi dada por uma amiga qdo tinha 01 mês. O Bernardo eu resgatei de uma casa em dez/2007, … ele havia sido largado pra morrer de fome e sede. Como eu não sabia o nome dele resolvi chamá-lo de Bernardo pois achei “São” muito religioso ! rsrsrsr Já tá bem adaptado e responde por Bernardo e ele não baba, aquilo é uma cola, um grude !! rsrsrs É uma criança no corpo de um gigante !!
    Temos alguns gatos, de casa mesmo são 02: Nietzsche (q tá velho e caduco) e a Gaia, irmã dele. São os tomba latas mais lindos q já vi !! rsrsrsr
    Achei muito legal o seu blog e fiquei contente por vc ter gostado do meu. Pq vc é da área e eu não, … eu tenho memória emocional com comida, pode ?!?!?! kakaka

    Adorei a foto q ilustra essa receita !! rsrs
    Bj, fica bem.

  2. Fique por dentro Cachorro » Blog Archive » Patê de cachorro-quente | Blog do Rossi
    13 de janeiro de 2009 @ 23:26

    […] g de maionese 4 colheres de ketchup 2 colheres de mostarda 1 colher de molho de. fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

  3. Sandra
    24 de janeiro de 2009 @ 12:29

    O meu lindo!!!!!! Vc é demais!!!!!!! adoro td que vc faz, vou fazer este patê!!!!! Esse seu Blog ficou mil, parabéns, vc é um grande profissional.

    bjus

    Sandra

  4. david
    19 de março de 2009 @ 23:43

    que coisinha mais fofinha genti!

  5. gabriela
    9 de maio de 2009 @ 20:29

    Olá, se pudesse me ajudar agradeceria muito. se fosse servir cachorros quentes em um churrasco para 250 pessoas, teria que multiplicar os valores dados acima por quanto?

    grata

    • Ronaldo Rossi
      9 de maio de 2009 @ 20:41

      oi Gabriela, depende muito do que mais você pretende servir, mas de uma forma geral você pode pensar em 1,5 por pessoa, é claro que a conta não é tão simples e se você for servir uma variedade grande de carnes vai acabar sobrando um monte de comida.