Ronaldo Rossi

Ronaldo Rossi é chef de cozinha autodidata, professor e consultor na área de gastronomia, cervejeiro, sommelier de cervejas, especialista em harmonizações e desenvolvimento de receitas com cervejas

15 Comments

  1. Antônio Villela
    24 de fevereiro de 2010 @ 07:43

    Olá! Sr. Ronaldo Rossi. Bom Dia!
    Faço pão em casa. Ganhei uma panificadora de meus filhos.
    Que sensação boa, Não? Fazer pão em casa. Gostaria que o Sr. desse alguma dica sobre o uso dessa máquina, se for possível.
    Estava lendo ainda agora sobre a tal “esponja”. Será que tem jeito de usá-la com a máquina?.
    Fico grato pela atenção.
    Antônio.
    Ps. Muito interessante este seu blog. Muito bom mesmo. Coloquei-o em meus favoritos.

    • Ronaldo Rossi
      24 de fevereiro de 2010 @ 12:19

      olá Sr. Antônio, podemos ser menos formais?
      haha
      é assim, vc pode fazer a esponja antes e colocar junto com os demais ingredientes qdo a máquina for fazer a massa, sabe o momento de bater?
      minha dia é use a máquina para trabalhar e sovar a massa, mas asse em forno
      com isso vc pode trabalhar os modelos e tamanhos
      mas o cheiro de pão quentinho saindo é inigualável
      obrigado pelas palavras e pelas visitas
      abração

  2. Antônio
    26 de fevereiro de 2010 @ 13:47

    Olá! Ronaldo.
    Sem formalidades, dessa vez, tá bom?!
    Primeiro, quero agradecer pela atenção e pela dica. Uma hora dessas vou experimentar outros tamanhos e o uso do forno a gás. Depois te conto.
    Descobri uma coisa e quero compartilhar com vc. Assim, vc pode experimentar e passar para outras pessoas, quem sabe até colocar no seu blog.
    De que adianta a gente saber alguma coisa se não tem com quem compartilhar, né?!!

    Pão de Sal na Máquina:
    1)- Colocar os ingredientes na ordem seguinte: óleo, água, melhorador, trigo, por cima do trigo o açúcar ESPARRAMADO, e por cima do açúcar o fermento também ESPARRAMADO (e não fazendo um buraco na farinha como diz o manual).
    2)- Ligar de imediato a máquina para misturar os ingredientes. Ela vai misturar, sovar e descansar a massa no primeiro estágio.
    3)- Somente quando iniciar a segunda sova é que se acrescenta o sal. Dai pra frente, é deixar rolar até o pão ficar pronto.

    É inacreditável que procedimentos tão simples assim façam tanta diferença no resultado. É impressionante como o pão pode ficar tão, mas tão melhor. O grande segredo é o momento de acrescentar o sal. Só isso. A ordem dos fatores altera, sim, o produto.

    Até outro dia.

    Antônio.

    • Ronaldo Rossi
      27 de fevereiro de 2010 @ 09:51

      Fala Antônio
      o sal tem ação bactericida, por isso mesmo preserva o bacalhau, por exemplo
      ele não deve ser colocado com o fermento no começo exatamente por conseguir diminuir a sua ação
      eu só tenho a lhe agradecer a atenção e a disposição de compartilhar com os demais
      abração

  3. Denyze
    14 de julho de 2012 @ 17:40

    Caro, amo pão principalmente feito em casa e fundamentalmente integral com muitos grãos. COmo posso faazer para que pães fiquemmais leves e qual seria a quantidade da esponja para um receita pão.
    Abraços fraternos e caloroso.
    Grata pelo carinho e apreço.

    • Ronaldo Rossi
      8 de setembro de 2012 @ 12:14

      oi Denyse
      o uso da esponja deve ajudar bastante para que vc tenha um pão mais levinho
      beijão

  4. isabel cristina barea da silva
    13 de agosto de 2012 @ 16:01

    Acabei de descobrir o seu site, me interessei pela receita de pão doce.
    Como sempre faço pães, raramente compro na padaria, não sabia pão doce. Agora vou colacar a mão na massa e ver como fica.
    Retorno pra dizer como ficou.
    Abraços
    Isabel Barea

    • Ronaldo Rossi
      8 de setembro de 2012 @ 11:53

      que legal Isabel, e como ficou?

  5. luciana
    20 de março de 2013 @ 00:20

    Oi! 100g de fermento fresco,equivale a quantas colheres de fermento seco,ou eu nao posso trocar…

    • Ronaldo Rossi
      2 de agosto de 2016 @ 10:23

      oi Luciana, pode trocar, mas confira o que diz o fabricante, boa sorte

  6. ANDREIA CAMILO MARTINS
    11 de novembro de 2014 @ 01:48

    Ronaldo,boa noite.
    Sou estudante de Alimentos e Marketing,gostei muito do blog,dicas,visual e da atenção com todos…Sucesso

    • Ronaldo Rossi
      1 de agosto de 2016 @ 22:42

      obrigadíssimo Andreia

  7. Marli
    9 de dezembro de 2014 @ 21:04

    Seu blog é muito interessante, já passei os olhos por vários post e não me canso.
    Um abraço!

  8. Washington Luiz do Nascimento
    24 de novembro de 2015 @ 19:35

    Por quanto tempo posso deixar a espoja para fazer pães doce na geladeira? , exemplo 24, 48.. horas, posso fazer a massa num dia e misturar com os outros ingredientes dois dia depois..

    • Ronaldo Rossi
      1 de agosto de 2016 @ 19:28

      melhor não deixar muito tempo, 12 horas já seria muita coisa