Gaspacho – sopa fria de tomates (receita vegan)

gaspacho

8 tomates bem vermelhos
1 pepino, descascado e sem sementes
1 pimentão verde, sem os miolos brancos
1 cebola
1 dente de alho
100 g de miolo de pão
2 colheres de vinagre
200 ml de azeite
sal
pimenta-do-reino

Modo de preparo:

Coloque o miolo de pão com o vinagre em uma tigela e deixe alguns minutos, passado o tempo bata no liquidificador com os tomates, o pepino, o pimentão, a cebola, o alho, metade o azeite e um pouco de sal e pimenta-do-reino. Leve à geladeira por no mínimo 1 hora e na hora de servir coloque um fio de azeite e a pimenta-do-reino moída na hora.

Chef Ronaldo RossiDICA DO CHEF: HÁ QUEM DEIXE PARTE DOS LEGUMES SEM BATER PARA QUE SEJAM COLOCADOS NO FINAL DA PREPARAÇÃO, HÁ QUEM BATA NO PROCESSADOR PARA QUE FIQUE MAIS PEDAÇUDO, HÁ QUEM SIRVA COM PÃO TORRADO, HÁ QUEM COLOQUE MUITOS OUTROS INGREDIENTES, HÁ GOSTO PRA TUDO.

Share

27 respostas a Gaspacho – sopa fria de tomates (receita vegan)

  • angel disse:

    olá,
    eu tb faço sopa fria de tomate, uma delícia de verão… Mas a minha não leva cebola… Assim, deixa eu te perguntar uma coisa: a cabola ñ fica muito forte (“ardida”) por não ser cozida? beijos e obrigada!

    • Ronaldo Rossi disse:

      oi Tati
      dificil essa pergunta eim
      mas depende de muitos outros fatores, por exemplo essa sopa deve ser uma entrada, o que vem depois?
      eu sou cervejeiro e adoro cervejas, acho que uma das variedades mais leves deve ser o ideal
      da mesma forma que indicaria um espumante ou vinho branco
      nada muito complexo
      beijão

  • Iracema Bernacci Sánchez disse:

    Huuuummmm… Eu adoro sopa quente! De quase tudo!
    Quanto às frias, Gazpacho é tudo de bom pra enfrentar esse tempo fervente! Adorei a dica!
    (Grande novidade!Juntou a fome com a vontade de comer!hehehe)
    Boa semana, CHEF!
    bjk do povo da Vila Isabel e adjacências…

    • Ronaldo Rossi disse:

      oi Ira
      eu to sempre com fome tb
      hahahaha
      nenhuma novidade
      estou há quase 1 hora respondendo os comentários dessa semana que “abandonei” o blog e falar de comida sem ter tomado nem o café da manhã é dificil
      beijão

  • marilei de almeida disse:

    Desde que descobri aqui a sua receita, estou sempre fazendo, no calor faz sempre sucesso. Hoje minha filha vem de Curitiba me visitar e está muito calor, e pela hora que chega, sempre à noite, tenho certeza que irá gostar.Eu coloco os tomates sem pele e caroço e uso o da marca débora.

  • Sérgio disse:

    Salve ó “porreta” entre os “porretas” !!!…descobri seu blog esta semana, já coletei ( e distribuí entre parentes e amigos )um bocado de receitas; o que mais me cativou foi sua simplicidade ( em que pese seus títulos, sua formação e a “caralha de asa”… ) na exposição das mesmas e nos ingredientes, sem frescuras, galicismos ou anglicismos, claro que alguns ingredientes são mais fáceis de achar aí pelo “sul maravilha”, mas para a maioria das receitas a gente pode recorrer ao mercadinho do bairro, mesmo aqui nos ermos da Ilha de Itaparica-BA.
    Saliente-se ainda suas lembranças de “vó Lydia” e seu bifes a milanesa que de pronto me fizeram lembrar da minha vó Antonia ( por parte de mãe ) , e seus croquetes de carne empanados, bracholões imersos em caudalosos e escuros molhos de tomates, sem falar em balinhas de banana e doces cristalizados de abóbora e batata doce ( o interior criminosamente cremoso ! )…acepipes de incrível sabor que, conforme sua assertiva cruel, porém realista, jamais poderemos voltar a desfrutar.
    Mas voltemos ao gaspacho, fiz ontem e, reconheço que pesei a mão no alho e na pimenta do reino ( devo me conscientizar que: 1) pitada não é punhado; 2) “tres” não é “trocentos”; e 3) que a correção da receita se faz ao final da elaboração da mesma e não na próxima vez que me dispuser a fazer )…porém o resultado foi prazeroso ao meu paladar; note-se ainda que, ao provar a “zurrapa” antes de levar à geladeira, despertei algum neurônio com tendencias “leninistas” ou “trotskystas” que me fez acudir a lembrança de um drink que muito me agrada : o “bloody mary” e do qual me abstenho por não encontrar por essas plagas o necessário suco de tomate…oras, na qualidade de paulista degredado nessas paragens baianas já la se vão uns vinte e poucos anos e, portanto já impregnando pela cultura do “armengue” ( improviso…rsrsrs ), não tive pejo : tomei de um copo “long drink”, algumas pedras de gelo, duas partes do gaspacho e uma parte “zarada” de “vódka”, acrescentei duas sacudidas de molho inglês e tres sacudidas de molho GOTA ( Maratá ) que é o “genérico” do molho “Tabasco”, enfeitei com um galho de salsa e parti impávido prá porta do “buteco” prá apresentar à confraria a “GASPAROSKA” !!!!!!
    Não bastasse esse desdobramento do produto, hoje pela manhã perscrutando a geladeira ( braço pindurado na porta, perna cruzada formando um “quatro” e olhar esquadrinhador no levantamento das sobras esquecidas em “tuperwares” ) objetivando a elaboração de algo para acompanhar o meu café “estilo joga na parede qui gruda…num escorre !” eis que me deparo com a sobra do gaspacho, agora mais cremoooso do que ontem…num pão de milho bi-dormido e lascado em bandas deitei generosas porções do dito cujo em cada banda, acrescentei orégano, uma fatia de “musa” ( o tal queijo da polêmica, todo mundo fala igual….já na hora de escrever sai guerra…) e uma de presunto (sobras arqueológicas encontradas na última prateleira da geladeira)…dispus ( eufemismos para apertar, ajeitar e empurrar ) numa sanduicheira ( o formato dela é para pão frances e o pão de milho é redondo ) dessas de ferro que se leva à chama viva no fogão…e…o resultado foi um misto quente de fazer inveja a qualquer “maccoisa” !!!….isso é “Lavuasiê” puuuuro !!! ( nada si perde…tudo si transforma… ).
    Saudações itaparicanas !!!

    • Ronaldo Rossi disse:

      caro Sérgio
      mais do que um comentário temos aqui um conto gastronômico
      adoraria ter que vir aqui e aprovar tão belas e bem esritas palavras sempre
      só posso agradecer as visitas e as palavras
      enquanto lia me dei conta de que já faz 11 anos que não coloco os pés em tão bela ilha, acho que vou ter que resolver isso
      mais uma vez obrigado e abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>